Arroio do Meio Destaques

Autistas recebem carteiras de identificação

Com balões azuis e almofadas com o símbolo de representação do autismo, foi realizada no sábado, 10, no gabinete do Executivo, a entrega das Carteiras de Identificação do Autista. Na ocasião sete famílias – de 13 cadastradas – retiraram a carteirinha e uma almofada personalizada, variando entre crianças, adolescentes e adultos.

O ato contou com a presença do prefeito Danilo Bruxel, da vice Adriana Meneghini Lermen, do secretário de Saúde, Gustavo Kasper, do vereador Vanderlei Majolo e da assistente social e psicóloga do Centro de Referência em Assistência Social (Cras), Natalia Capitanio e Bruna Santos. Para evitar aglomerações, a retirada foi feita mediante agendamento.

O prefeito Danilo Bruxel ressaltou sobre a importância desta conquista para as famílias que, a partir de agora, podem contar com o apoio que necessitam no próprio município. “Quando a ideia nos foi apresentada pelo vereador Vanderlei, vibramos muito, pois sabíamos da necessidade de oferecer um atendimento especial às pessoas portadoras do transtorno do espectro autista no município”.

O vereador Vanderlei Majolo, que viabilizou a criação da lei, agradeceu à Administração Municipal por apoiar a ideia, afirmando que muitas famílias serão beneficiadas. Além disso, a iniciativa promove uma aproximação entre poder público e a inclusão social.

Já a psicóloga do Cras, Bruna Santos, afirma que a emissão dessa carteira foi pensada justamente para que estas pessoas tenham mais acessibilidade. Além disso, facilita na identificação em estabelecimentos comerciais, bancos e farmácias, assim como agiliza os atendimentos na área da saúde para consultas de rotina com médico e dentista. “Ao longo do ano a equipe do Cras ofertará às famílias palestras e rodas de conversas com profissionais especializados na área, para abordar assuntos específicos que englobam o transtorno do espectro autista. Esses encontros serão iniciados após a troca da bandeira de distanciamento controlado para vermelha, respeitando todos os protocolos de prevenção”.

A Carteira de Identificação do Autista tem validade de um ano e o cadastro para a sua confecção pode ser feito ao longo do ano mediante atendimento telefônico. Para confeccioná-la é preciso ter em mãos a identidade do beneficiado, o laudo com a Classificação Internacional de Doenças (CID), um comprovante de endereço e duas fotos 3×4.

Conquista para os autistas

Muitas famílias afirmam que essa iniciativa é uma conquista para quem é portador do transtorno do espectro autista. Para Leandra Lorenzini, mãe do pequeno Caique de Freitas, de 3 anos e 7 meses, a ideia da Carteira de Identificação do Autista vem em boa hora, trazendo apoio às famílias que necessitam de ajuda. “Hoje toda a assistência que meu filho possui vem por meio de convênio particular, assim como o diagnóstico. É muito gratificante ver uma gestão pensar nas famílias que possuem membros com autismo e o fato de ter esse acompanhamento agora no município é melhor ainda”.

 

Ascom Arroio do Meio