RS RSS Eventos Rural - Agricultura Lajeado

Conferência sobre Pancs abre programação da 12ª Reunião Técnica Estadual Sobre Plantas Bioativas

Abertura do evento ocorreu no Teatro da Univates (Foto: Divulgação)

Jambo, Crista de Galo, Picão Preto, Erva de Jabuti, Chal-Chal, Taboa, Cipó da Água, Araruta. O público que esteve presente durante a conferência de abertura da 12ª Reunião Técnica Estadual Sobre Plantas Bioativas, ocorrida na manhã desta quinta-feira (26), no Teatro da Univates, em Lajeado, pôde ouvir o palestrante Valdely Kinupp mencionar diversas plantas alimentícias não convencionais (Pancs), bem como seus usos e benefícios para a saúde. “É preciso que evitemos a monotonia alimentar diante da diversidade que temos à disposição”, salientou Kinupp, que é doutor em fitotecnia e docente no Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

Em sua fala, destacou o fato de que a maioria dos brasileiros não consome mais do que dez a vinte espécies vegetais por dia, sendo que há milhares de variedades disponíveis na natureza, prontas para serem descobertas. “A ideia é despertar a consciência para o uso dessas plantas que, não vem para substituir outras e, sim, para somar”, comenta. Para o pesquisador caules, folhas, talos, sementes e outras partes que muitas vezes são jogadas fora ou desperdiçadas, são muitas vezes as partes mais importantes de um vegetal. “Temos é de perder o medo do mato e começar a abolir o ‘analfabetismo botânico’ que nos aflige”, salientou.

O evento seguiu com mesa redonda com o tema “Educação popular em saúde”, com painéis e relatos de experiências sobre “Desafios da implantação das práticas integrativas e plantas medicinais no SUS”, além de oficinas temáticas, apresentação oral de trabalhos científicos e painel com gestores.  Com o tema “Despertando para os potenciais das plantas bioativas”, a Reunião Técnica – que segue até o próximo sábado (28/07), na Univates e no Jardim Botânico – consiste-se em um amplo painel democrático para debates e trocas de experiências sobre as plantas bioativas.

Com dois eixos principais – plantas bioativas na saúde e na alimentação humana e plantas bioativas na sanidade ambiental – o evento também contará com trilhas ecológicas e interpretativas, pancaminhadas, oficinas temáticas, exposição de projetos escolares, espaço da erva-mate, espaço do cuidado, hora do chá e feira de produtos orgânicos, realizada em parceria com a Articulação em Agroecologia do Vale do Taquari (AAVT). Mais de 600 pessoas de mais de 100 municípios devem participar das atividades, estando a programação completa disponível no www.univates.br/evento/12a-reuniao-tecnica-estadual-sobre-plantas-bioativas.

O presidente da Emater/RS, Iberê de Mesquita Orsi, valorizou a Reunião, que promove o resgate das tradições e da cultura que é repassada desde os antepassados via oral e que, agora, numa aproximação com a pesquisa e com a universidade, é legitimado. “É uma programação que nos traz recordações, é nostálgica e que dá conta da importância do tema para a agricultura familiar”, avalia. Para Orsi, a importância da busca por alternativas sustentáveis está diretamente relacionada a ação da extensão. “É o tipo de conhecimento que deve ser espalhado, que gera renda e que garante a qualidade de vida as famílias”, pondera.

O evento contou ainda com a presença de outras autoridades, entre elas o coordenador regional da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS), Atílio Puntel, do prefeito de Lajeado Marcelo Caumo e do reitor da Univates, Ney Lazzari. Puntel valorizou o debate e a troca de experiências que representem alternativas para as famílias rurais, especialmente para aquelas que convivem com a vulnerabilidade social. Já Lazzari reforçou a importância do trabalho em parceria para a consolidação do evento. “E nós, como instituição comunitária, não poderíamos ficar de fora dessa discussão”, completou.

O evento é organizado pela Emater/RS-Ascar, Univates e SDR. O apoio é do Sicredi, Secretaria Estadual da Saúde, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), cooperativas Languiru, Dália e Piá, Prefeitura de Lajeado, 3ª Coordenadoria Regional de Educação, Centro de Orientação Holística Vida Saudável (Cohvisa), Associação Brasileira de Homeopatia Popular, AAVT, Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (Capa), Certel, Pastoral da Saúde e 16ª Coordenadoria Regional da Saúde.

Texto: Ascom Emater/RS-Ascar – Regional de Lajeado