Assunto Encantado Destaques

Espiritualidade marca os 74 anos da Dália Alimentos

No dia do aniversário, Capela Divino Espírito Santo foi inaugurada simbolizando fé e força para gerir os negócios

Em uma cerimônia simples, mas dotada de espiritualidade e fé, foi inaugurada, no Complexo Avícola de Palmas, em Arroio do Meio, a Capela Divino Espírito Santo. O local recebeu a primeira benção no dia 15 de junho, data do aniversário de 74 anos da Cooperativa Dália Alimentos, marcando a lembrança da fundação da empresa com fortaleza e sabedoria, assim como ocorreu em 1947, por um grupo de produtores rurais.

A capela recebeu esse nome devido à simbologia do Divino Espírito Santo, que se resume em fonte de amor, plenitude e dons espirituais, representada na tríade da Santíssima Trindade, constituinte por Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Acredita-se que o Divino Espírito Santo seja a presença que traz a promessa de renascimento, de dons e de graças. São dons do Divino Espírito Santo: Fortaleza, Sabedoria, Ciência, Conselho, Entendimento, Piedade e Temor de Deus.

O presidente Executivo, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, recebeu a todos e explicou os motivos que levaram à escolha do nome, além de contar como surgiu a ideia de construir um local de orações no pátio da planta industrial. “Era o ano de 2019 e estavam dinamitando a área para receber a construção do frigorífico de frangos. Havia muitas rochas e em uma detonação formou-se uma fenda, parecida com uma gruta. Então foi decidido que ali seria erguida uma capela. Quanto ao nome, vários estudos sobre fé e força embasaram a escolha até chegar ao que mais se aproximava às premissas da Dália, que demanda de muita fé e esforço para seguir com suas atividades”, resumiu.

O Espírito Santo é representado pela pomba branca, que também é conhecida pelo símbolo da paz. Nesse sentido, a explicação vem dos textos bíblicos, mais especificamente quando, durante o batismo de Jesus Cristo, o Espírito Santo pousou sobre ele em forma de pomba branca.

Para abençoar o local, que foi edificado parcialmente com tijolos de uma antiga alvenaria de posse da Dália, o pároco da Paróquia São José de Roca Sales, Azabido Pedro Ludwig, foi convidado. Ele também falou sobre o Divino Espírito Santo e ressaltou a importância da espiritualidade para os funcionários e associados de uma organização como a Dália Alimentos.

Para encerrar, o presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, disse que a capela é mais um local para a busca de força, fé e espiritualidade. “Uma cooperativa como a Dália preza e acredita que nada se alcança sem garra e determinação. Por isso, dispor de locais possíveis de pedir e, principalmente, agradecer pela vida é levar para dentro de nossas indústrias uma força superior”.

Essa é a segunda capela construída pela cooperativa. A primeira foi no ano de 2010 e batizada de Capela Sagrada Família, localizada no Parque Dália, na Matriz da empresa, em Encantado.

 

Conheça quem colaborou com a idealização e construção da Capela Divino Espírito Santo:

Toda obra executada pela Dália Alimentos retrata o esforço dos envolvidos. Por isso, Freitas citou os principais nomes que auxiliaram na construção da capela. O funcionário encarregado pelas obras, Rui José Rahmeier, que sugeriu que no local fosse construída uma capela após a detonação das rochas. Paulo Frizzon e o filho Paulo Bragnolo Frizzon que apresentaram a Carlos Alberto uma Capela na cidade de Veranópolis, que serviu de modelo para a da Dália, e também auxiliaram na aquisição do crucifixo fixado à cruz de madeira e da imagem do Divino Espírito Santo.

O projeto arquitetônico foi da arquiteta Susana Ritter de Souza e a edificação ficou aos cuidados do arquiteto Tiago Orsolin, da empresa 4D Engenharia. Já a supervisão da obra teve como responsável o engenheiro mecânico de produção e funcionário da Dália, Luis Henrique Wendt.

O marceneiro Nédio José Graziola construiu os adornos em madeira, o decorador Rogério Rissi responsabilizou-se pela decoração e recepção. O apoio para demais funções foi do gerente da Divisão Frango de Corte, Eduardo Koefender e da secretária executiva, Ledi T. Giongo.