Artigos - Desenvolvimento Rural

“Foi dada a largada para o Censo Agro 2017” – por Cândida Zanetti

Cândida Zanetti (Foto: Divulgação)
Cândida Zanetti (Foto: Divulgação)

Outubro marca o início da coleta a campo do Censo Agropecuário 2017. Como já destacado em artigo anterior, o Censo Agropecuário é a mais completa investigação da estrutura e da produção agrícola, da pecuária, da silvicultura e da aquicultura no país.

No Vale do Taquari, a área do IBGE Lajeado contempla 24 municípios (Arroio do Meio, Canudos do Vale, Capitão, Colinas, Coqueiro Baixo, Cruzeiro do Sul, Doutor Ricardo, Encantado, Estrela, Forquetinha, Imigrante, Lajeado, Marques de Souza, Muçum, Nova Bréscia, Poço das Antas, Progresso, Roca Sales, Santa Clara do Sul, Sério, Teutônia, Travesseiro, Vespasiano Correa e Westfalia) e está dividida em duas subáreas tendo como referência os municípios de Arroio do Meio e Lajeado onde estão localizados os postos de coleta.

Nos municípios destacados acima, estima-se que existem em torno de 16 mil estabelecimentos agropecuários. Mais de 60 recenseadores e 16 agentes censitários supervisores estarão indo a campo nos próximos meses visitar e recensear todos esses estabelecimentos agropecuários. É muito importante que os agricultores e responsáveis pelos estabelecimentos tenham em mãos informações referentes as receitas e despesas do período de 01/10/2016 a 30/09/2017 (período de referência adotado para o Censo Agropecuário).

Vale destacar que o Censo Agropecuário não tem caráter fiscalizador, os dados são somente para a constituição de um diagnóstico da situação agropecuária servindo de base para futuros investimentos públicos no setor, entre outros. Além disso, os dados são sigilosos e não serão divulgados individualmente em hipótese alguma. Receba bem o recenseador, ele estará uniformizado com colete e crachá do IBGE.

Boa semana!

Cândida Zanetti – Bacharel em Desenvolvimento Rural e Gestão Agroindustrial (UERGS) e Mestre em Desenvolvimento Rural (PGDR/UFRGS). Atualmente Assessora Territorial de Inclusão Produtiva do CODETER VT.

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *