Melhor Idade Saúde Destaques Lajeado

Idosos e pessoas com deficiência podem agendar consultas de saúde por telefone

O paciente já deve ter cadastro atualizado na Unidade

A partir desta segunda-feira, 05/10, idosos e pessoas com deficiência poderão agendar consultas de rotina em Unidades de Saúde do município por meio de contato telefônico. Para isso, o paciente já deve estar com cadastro atualizado na Unidade de Saúde de referência de seu bairro. Para marcar a consulta, ele deve ligar para o telefone da unidade de saúde a qual está vinculado.

De acordo com a coordenadora da Atenção Básica da Secretaria da Saúde (Sesa), Nilse Gemelli Lavall, o número de consultas agendadas por telefone será limitado a 20% das consultas disponíveis na unidade de saúde.

No momento da consulta, o paciente deverá apresentar um documento de identificação e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Mudança nas consultas de pediatria eletivas

A partir de hoje também, os atendimentos pediátricos de crianças assintomáticas respiratórias, que antes estavam centralizados no Centro de Saúde São Cristóvão, passam a ocorrer em unidades de saúde.

Já o Centro de Saúde do Centro segue atendendo exclusivamente crianças com sintomas respiratórios, bem como demais pacientes sintomáticos de Covid-19.

Para conferir o funcionamento dos postos de saúde clique aqui.

Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea)

Criada pela Lei Federal 13.977 de 8 de janeiro de 2020, a Carteira de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea) é emitida de forma gratuita pela rede municipal de saúde. O documento visa garantir a atenção integral e a prioridade no atendimento e no acesso aos serviços públicos e privados.

Para solicitar a carteira, o interessado ou o responsável legal pelo paciente deve retirar um formulário que está disponível nos Postos de Saúde e na Sesa. O documento deve ser entregue devidamente preenchido juntamente com duas fotos 3×4 e o laudo médico na Secretaria (veja mais abaixo a lista de documentos completos).

Desde que atenda aos requisitos, após ser confeccionada, a carteira deve ser retirada na Sesa após 7 dias da solicitação.

Para a expedição da carteira, são necessários os seguintes documentos:

– Preenchimento completo do formulário (disponível na Sesa e nas Unidades de Saúde)

– Duas fotos 3×4 coloridas

– Laudo médico atestando a presença do Transtorno do Espectro Autista, com a colocação do CID10 (Classificação Internacional de Doenças edição 10)

Foto Pietra Darde
Assessoria de Imprensa de Lajeado