Vacina Destaques Westfália

Idosos e professores integram nova fase de vacinação contra a Influenza

Munícipes que se enquadram nestes grupos devem procurar a UBS, observando o intervalo em relação à vacina contra a Covid-19

A segunda fase da 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe) teve início na terça-feira, dia 11 de maio, em todo o território brasileiro. Integram esta nova etapa de imunização, que se estende até 8 de junho, idosos com 60 anos de idade ou mais e professores de escolas públicas e privadas.

Em Westfália, munícipes que se enquadram nos grupos prioritários devem procurar o Posto de Saúde para a imunização contra a Influenza, respeitando o intervalo de 14 dias após a vacina contra a Covid-19. “Para uma melhor organização e para também evitar a aglomeração junto ao Posto de Saúde, a vacinação está sendo organizada por micro áreas. Assim, os munícipes são chamados, para a imunização, pelas Agentes Comunitárias de Saúde”, explica a coordenadora da Secretaria de Saúde, Trabalho, Habitação e Assistência Social, Simone Heemann. A vacinação contra a Covid-19, por exemplo, segue por agendamento, conforme a quantidade de doses disponíveis e atendendo às orientações dos órgãos de saúde.

Munícipes que integram os cinco primeiros grupos prioritários da 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza e que eventualmente não tenham feito a vacina, ainda podem procurar a UBS para a imunização. São eles: crianças de seis meses a seis anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filhos em até 45 dias), povos indígenas e profissionais da Saúde.

Neste ano, a meta do Ministério da Saúde é imunizar, pelo menos, 90% do público-alvo, o que corresponde a mais de 79,7 milhões de brasileiros. Mais informações sobre a 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza podem ser obtidas pelo telefone (51) 3762-4312.

Terceira e última fase de vacinação

A terceira e última fase de vacinação se estende de 9 de junho a 9 de julho e inclui os seguintes grupos:

* pessoas com comorbidades;

* pessoas com deficiência permanente;

* caminhoneiros;

* trabalhadores de transporte coletivo rodoviário;

* trabalhadores portuários;

* forças de segurança e salvamento;

* forças armadas;

* população carcerária e jovens e adolescentes em medidas socioeducativas.