Saúde Destaques Muçum

Inauguração à vista: nova ala geriátrica será entregue em abril

A Associação Beneficente de Muçum (ABM), responsável pela gestão do Hospital Nossa Senhora Aparecida, aguarda pela inauguração da nova ala geriátrica. No próximo dia 07 de abril, o novo espaço receberá a comunidade e autoridades para inauguração. O novo ambiente terá 600 m², totalizando 11 quartos e 18 leitos. De acordo com a direção da instituição, a obra e os investimentos em torno, que somam um montante de cerca de R$ 1 milhão, otimizarão condições de hospedagem e trabalho profissional.

Foto: Luis Gustavo Bettinelli
Foto: Luis Gustavo Bettinelli

O valor foi alcançado por meio de diversas fontes, como apoio da Administração Municipal, ajuda da comunidade, através da adesão a ações beneficentes. Mas também foi necessário financiamento via Caixa Econômica Federal e, sobretudo, apoio de parlamentares. O deputado federal Marcel Van Hatten (NOVO), destinou R$ 400 mil para a realização de obras da ala, além de investimentos para instalação de sistema de energia fotovoltaica para toda a instituição – que aguarda liberação da RGE e, do mesmo modo, ser inaugurada em breve. Outro deputado federal, Lucas Redecker (PSDB), direcionou R$ 200 mil; o Senador Paulo Paim (PT), R$ 103 mil; e os deputados Edson Brum (MDB) e Gabriel Souza (MDB), R$ 100 mil cada. O recurso enviado por Souza foi utilizado ainda para a compra de novas camas elétricas para o hospital e um aparelho cardioversor.

Além desses mecanismos de captação, a participação do Poder Executivo Municipal, principal conveniado com a entidade, também ocorreu, liderando o processo de busca de recursos e se responsabilizando pela terraplanagem, escavações e abertura de acessos para a realização da obra, e ainda, com o encaminhamento de trâmites burocráticos.

O diretor da casa de saúde, André Marcon, lembra que assim que assumiu, há cerca de um ano, viu-se frente a um desafio, dado pela ABM como a principal missão. Um termo de compromisso estava assinado junto ao Ministério Público, que exigia a conclusão da edificação da nova ala. Conforme a determinação os quartos deveriam ser adequados para idosos. “Esta obra devia estar pronta em agosto de 2020. No entanto, em função da pandemia, houve prorrogação da entrega para até agosto de 2022. Estamos conseguindo entregá-la quatro meses antes do encerramento do prazo”, observa.

Marcon destaca que em paralelo a edificação, é necessário uma série de outros investimentos, visando adequações e melhorias. O diretor se refere ao andamento de instalação de um elevador para toda casa de saúde – incluindo a geriatria – a pintura da fachada do hospital e investimentos nos sistemas de gerenciamento de banco de dados. “Tudo acontece a partir de um engajamento comunitário. A nova ala assim como todas as outras melhorias, que veem ocorrendo com certa constância, atendem exigências, mas, acima de tudo, melhoram o conforto e a segurança dos hóspedes e oferecem aos profissionais suporte para um atendimento mais próximo da excelência”, pontua.

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *