Obras Destaques Lajeado

Município assina contrato para obra em trevo da BRF

O prefeito Marcelo Caumo assinou na manhã desta quinta-feira, 06/01, o contrato para a execução da obra que tem como objetivo resolver o gargalo de trânsito existente hoje no trevo junto à BRF. A obra será feita no entroncamento da RS-130 com a ERS-413 e Rua Carlos Spohr Filho, entre os bairros Moinhos e Moinhos d´Água. No local, será construída uma passagem inferior para dar vazão à ligação entre os bairros da cidade e também vias laterais para facilitar o acesso dos veículos sem atrapalhar o trânsito da via principal.

Após processo licitatório, a empresa vencedora da licitação e que ficará responsável pela execução da obra, com valor de R$ 11.885.958,91, é a Construtora Giovanella. Os trabalhos devem começar nos próximos dias, após emissão da ordem de início do serviço, e o prazo estimado no contrato é de 10 meses para a conclusão.
– Estamos muito felizes em encaminhar este grande projeto para Lajeado e que vai beneficiar nossos moradores e nossas empresas mas também outros municípios da região, que utilizam esta rodovia para trafegar e que com frequência enfrentam lentidão naquele ponto em razão do alto volume de trânsito. Conseguimos usar recursos próprios para esta execução, o que deverá agilizar a conclusão da obra, uma vez que a gestão e fiscalização está em nossas mãos – disse o prefeito Marcelo Caumo.
Como a obra fica localizada em trecho de estrada estadual, o município manifestou interesse em realizar a melhoria e, para isso, propôs ao Governo do Estado uma permuta: o município faria a obra (que inicialmente seria responsabilidade do Estado) em troca do terreno hoje ocupado pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), localizado no Centro de Lajeado. Como a avaliação do terreno estadual ficou acima do valor orçado para a obra, o município ainda assumiu o compromisso de construir uma nova sede para o Daer e de dar quitação a dívidas referentes a repasses da saúde ao município, assim equilibrando os valores desembolsados por cada ente federativo. O acordo vinha sendo discutido desde 2018 e foi aceito pelo Governo do Estado em setembro de 2021. Depois, ainda foi necessária aprovação da Assembleia Legislativa para que a permuta fosse realizada, o que aconteceu em dezembro de 2021, já que implicava alteração na propriedade de bem imóvel do Estado.

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *