Solidariedade Coronavírus Vale do Taquari Vale do Rio Pardo Educação

Parque Tecnológico da Unisc desenvolve respiradores e EPIs para a região

Diferentes soluções para o enfrentamento do Covid-19 se encontram em fase de produção

Full Face para respiradores sendo testada

“Assim que percebemos que a crise do Covid-19 poderia crescer em nosso país, começamos a pensar formas de prestar suporte à Saúde da nossa região. Logo, buscamos soluções que somam o conhecimento desenvolvido na Universidade às atividades empresariais do parque Tecnológico”, explicou Rafael Kist, coordenador do TecnoUnisc, sobre os serviços desenvolvidos para auxiliar no enfrentamento da pandemia.

No momento, diversos equipamentos de proteção individual (EPIs) e de apoio hospitalar se encontram em fase de prototipagem, entrando em produção nos próximos dias.  O professor do curso de Engenharia, Eliezer Henker, está à frente do projeto de um equipamento que possibilita a utilização do mesmo respirador em dois pacientes, a fim de otimizar o atendimento, além de estar desenvolvendo filtros bacteriológicos para o Hospital Santa Cruz.

Outro recurso desenvolvido, pelo TecnoUnisc em parceria com a Owntec, startup que está situada no parque tecnológico da Unisc, é a máscara Full Face, já testada por profissionais da saúde. Para idealizar esse projeto, os engenheiros da empresa transformam uma máscara de mergulho em uma máscara de respiração não invasiva, onde o paciente não necessita ser entubado. “Buscamos ajudar utilizando soluções em engenharia, que é nosso campo de atuação. Então, a partir do grupo de colaboradores Mergulhadores elaboramos o projeto de Máscara, que já é desenvolvido em outros países”, reforça Luiz Barbieri, CEO da Owntec.

Serão produzidas, no mínimo, 50 máscaras Full Face, que estão sendo projetadas para a utilização nos quatro modelos de respiradores existentes. A mesma máscara também está sendo adaptada como EPI, para que os profissionais da saúde utilizem em procedimentos mais arriscados. Em primeiro momento essa produção será destinada ao município, mas havendo possibilidade também será disponibilizada aos hospitais da região.

Ainda no ramo de EPI, está sendo projetada uma máscara protetora do modelo Face Schield, produzida por impressoras 3D disponíveis na universidade. O equipamento, constituído de filamento e lâmina de acetado, cobre todo o rosto dos profissionais de saúde, evitando o contagio por aerolização: “as Face Schield já são utilizadas em países da Europa, e são uma solução interessante por oferecer maior segurança aos profissionais”, acrescentou João Pedro Tonetto, da Owntec.

Em paralelo, o TecnoUnisc está focado em fabricar máscaras N95 e jalecos cirúrgicos, com material protetivo que bloqueia pelo menos 95% das partículas em suspensão, evitando doenças como o coronavírus.  “Enquanto Universidade comunitária, seguimos firmes no compromisso de agregar soluções através do conhecimento, da ciência, da tecnologia e de todas as outras áreas que nos forem possíveis”, completou a reitora, Carmen Lúcia de Lima Helfer.

 

* Texto e fotos: Marcela Schild
Assessoria de Comunicação Unisc

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *