Economia Política Lajeado

Prefeitura de Lajeado apresenta Plano de Ação para Enfrentamento dos impactos do COVID-19

Para dar continuidade às ações adotadas até o momento pelo município e como forma de dar maior transparência às medidas, a Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria da Fazenda, formalizou um Plano de Ação para Enfrentamento dos Impactos do COVID-19. O plano foi apresentando ao Fórum das Entidades de Lajeado durante reunião na manhã dessa quinta-feira (09/04) e tem como objetivos avaliar o novo cenário diante da pandemia, estimar os impactos econômicos e orçamentários, apresentar as ações adotadas até o momento e detalhar as medidas futuras.
A íntegra do documento pode ser acessada em http://twixar.me/Lq6T.  Nele estão reunidas informações que vão desde o contexto atual, impactos previstos no orçamento público de 2020 em três diferentes cenários e um detalhamento sobre a despesa e a receita pública.
– Estamos adequando a despesa pública ao novo cenário para que passemos por este momento complexo da melhor forma, tirando de onde é menos necessário para investir mais nas áreas da saúde e da assistência social. Ao mesmo tempo, temos o compromisso de manter nossas obrigações em dia, inclusive porque a maior parte dos nossos contratos é com empresas daqui. Então, se a Prefeitura consegue se manter operante mesmo com algumas restrições, conseguimos ajudar a manter os recursos girando na nossa cidade – disse o prefeito, Marcelo Caumo.
O documento apresenta ainda quatro ações previstas para prorrogação ou flexibilização dos tributos. Essas ações buscam atender reivindicações apresentadas pelo setor produtivo e formalizadas ao município pelo Fórum das Entidades.
“Esse plano reúne, além de diversos dados, as ações que foram e as que serão tomadas para enfrenamento da crise. Estamos diante de uma situação inédita, uma crise que nos desafia diariamente e que demandará esforços em diversas frentes para superá-la. Felizmente Lajeado já vinha trabalhando com austeridade e com responsabilidade fiscal nos últimos anos, o que nos dará um pouco mais de tranquilidade nesse momento. Mas independentemente disso, diante do tamanho e da velocidade da crise econômica, será preciso agir com efetividade para tentar minimizar os impactos” diz o secretário da Fazenda, Guilherme Cé.
Algumas das medidas apresentadas dependerão de envio de projeto de lei à Câmara de Vereadores, o que deverá acontecer ao longo da próxima semana.

Texto e foto: Francini Ledur
Assessoria de Imprensa de Lajeado

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *