Iniciativa Destaques Lajeado

Prefeitura de Lajeado e Senai promovem curso de costura para apenadas

A Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agricultura (Sedetag), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), está promovendo o curso de corte, costura e modelagem industrial para apenadas do Presídio Estadual Feminino de Lajeado (PEFL), pertencente à 8ª Delegacia Penitenciária Regional. O investimento da administração municipal, de R$ 21,9 mil, foi aprovado pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico. A aula inaugural aconteceu nesta terça-feira, 12/04.

O Projeto Alinhavando o Futuro, do Senai, ingressa com a unidade móvel, pela primeira vez, em um estabelecimento penal para ministrar cursos. As unidades móveis do Senai são escolas montadas em semirreboques (carretas), que permitem levar qualificação profissional para diversos locais. Serão 100 horas-aula ministradas para 14 apenadas.

A chefe de Segurança e Disciplina do PEFL, Natássia Prestes Messias, relata que o curso vem sendo planejado desde 2019, quando a diretora do presídio, Rita de Cássia Donine Antocheviz, fez uma pesquisa para verificar a demanda de maior necessidade de mão de obra na região.

– O curso é um marco, pois as apenadas estarão qualificadas e prontas para serem reinseridas no mercado de trabalho. Com isso, também poderemos firmar parcerias com empresas para trabalhar dentro do presídio. É um dos cursos mais importantes que já foram realizados no presídio, pois será um divisor de água para as apenadas – ressalta Natássia.

As 14 apenadas foram selecionadas de acordo com a aptidão e o potencial para a costura. Conforme Natássia, elas foram selecionadas por já participarem de oficinas de costura básica no presídio. A ideia é seguir com cursos profissionalizantes para abranger cada vez mais apenadas.

O gerente de operações do Senai, Jerry Hibner, reforça que a educação é a porta para a liberdade. Conforme ele, trabalhar com educação é possibilitar um recomeço para as pessoas privadas de liberdade.

– Queremos possibilitar um recomeço depois que as apenadas deixarem o presídio. A formação profissional vai auxiliar nesse recomeço – disse Jerry.

A vice-prefeita de Lajeado, Gláucia Schumacher, presente no evento, destaca que é dever do Estado oferecer a chance de uma vida melhor para quem cumpre a sua pena.

– Devemos oportunizar que as pessoas privadas de liberdade saiam do presídio melhor do que vieram. E, neste mundo colaborativo em que vivemos, nada melhor que firmar parcerias como essa com o Senai e a Susepe – ressalta a vice-prefeita.

A diretora do PEFL, Rita de Cássia, afirma que o trabalho que vem sendo desenvolvido no presídio trará retornos para a sociedade.

– Queremos profissionalizar estas mulheres, recolocá-las no mercado de trabalho, promover um melhor convívio entre as apenadas e construir um futuro mais digno. Acreditamos neste sonho e hoje ele está sendo realizado dentro do presídio – comemora a diretora do PEFL.

O secretário da Sedetag, André Bücker, avalia que o curso é muito importante para as apenadas, mas também para o desenvolvimento econômico do município.

– É uma chance única de qualificação. É uma atividade que elas já poderão usufruir enquanto estiverem na condição de apenadas, mas também é a chance de desenvolverem uma profissão quando saírem do presídio. E essa também é uma preocupação da secretaria, que conta com a pasta do Trabalho – destaca o secretário.

O curso teve início hoje e segue até o dia 6 de maio.

Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Lajeado/Divulgação

Fotos: Laura Mallmann

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *