Obras Destaques Estrela

RGE inicia troca de 80 postes no interior de Estrela

Obras beneficiarão as comunidades de Linha Geraldo, Roncador, Wolf e Leopoldina; na próxima segunda-feira (21), companhia apresenta o plano para recuperação emergencial na região

A RGE Distribuidora de Energia deu início ao processo de recuperação da rede elétrica no interior do município de Estrela. Os reparos tiveram início na última quinta-feira (17), na localidade de Costão e beneficiarão moradores de, pelo menos, quatro comunidades do interior do município. Já nesta sexta-feira (18), no gabinete do prefeito de Estrela, Elmar Schneider, o presidente da empresa, Marco Antonio Villela de Abreu, confirmou o investimento de R$ 430 milhões para os próximos quatro anos em toda a região do Vale do Taquari.

Conforme o secretário municipal de Agricultura, Douglas Sulzbach, a operação que visa recuperar 90 pontos com problemas até o fim do mês de abril no Vale do Taquari teve início em Estrela. “Há cerca de 100 funcionários da RGE no interior, realizando a substituição dos postes de madeira que se encontram muito desgastados pelo tempo. Esta é uma ação que dará muita qualidade ao fornecimento de energia naquela região”, avalia.

Sulzbach justifica que a obra realizada em Costão beneficia as comunidades de Linha Geraldo, Linha Roncador, Linha Wolf e Linha Leopoldina. “A primeira etapa do serviço, prometido pela companhia está sendo realizado em Estrela”, observa. A previsão da companhia é que, até a próxima terça-feira (23), sejam substituídos 80 postes de energia nas localidades. Após, terá início o processo de verificação de 2.000 quilômetros de redes elétricas que interligam o interior do município até Colinas.

A substituição de postes no interior faz parte de um conjunto de ações que a RGE apresentará, nesta segunda-feira (21), no Ministério Público, em Porto Alegre. No encontro a distribuidora deverá apresentar um plano de metas e investimentos, por conta do inquérito instaurado, a partir das recorrentes falhas no fornecimento de eletricidade no Vale do Taquari, ocorridas no início do ano, em decorrência de temporais. “Até 2026, serão investidos R$ 430 milhões na região. Estamos trabalhando para melhorar o atendimento no fim da rede, ou seja, junto às comunidades das áreas rurais”, confirma o presidente da RGE.

Nossa região é diferente”, afirma prefeito

Ao receber o presidente da RGE, o prefeito de Estrela Elmar Schneider reforçou a unidade do Vale do Taquari no quesito colaborativo pró-desenvolvimento regional, e a necessidade de um serviço de excelência no fornecimento de energia. “Nós somos uma mini Europa. Somos uma região produtora de alimentos, com universidade. Nosso município tem faculdade, temos várias cooperativas. São muitas criações de suínos, aves, produção de leite. A qualidade do serviço de eletricidade é fundamental”, reforça.

O chefe do Executivo estrelense destacou ainda que a região tem recebido R$ 100 milhões em investimentos e que a maior obra do Rio Grande do Sul – a duplicação da BR-386 – está ocorrendo no Vale. “Estamos nos colocando à disposição da RGE para ajudar no que for preciso. Somos justos na hora de cobrar, e igualmente, para cooperar quando há interesse, como a empresa demonstra”, complementa Schneider.

Além do planejamento – que prevê investimentos a médio e longo prazo –, a RGE anunciou a instalação de uma base de atendimento em Estrela. A operação será realizada por uma empresa terceirizada de Encantado, com 40 funcionários. “Isto será essencial para acelerar o tempo de resposta em momentos de contingência, como os que ocorreram com os temporais, no início do ano”, reforça o presidente da RGE, Marco Antonio Villela de Abreu.

Parceria para avançar

O Governo de Estrela será parceiro da RGE na recuperação das redes elétricas do interior. A supressão da vegetação junto às linhas de transmissão já está sendo executada. De acordo com o titular da Secretaria da Agricultura, uma equipe da pasta acompanha o trabalho, fazendo a limpeza da rede.

No entanto, para melhorar o serviço no município, outra ação será importante. O presidente da RGE destacou que se faz necessária a atualização, junto aos produtores rurais, da quantidade de carga consumida nas propriedades. “Existe uma defasagem de informação. Não tem problema de energia, precisamos saber qual é a necessidade de carga correta”, pontua o presidente da distribuidora. Segundo ele, será necessária uma força-tarefa para atualizar as informações sobre o uso de carga na rede elétrica. No que se refere à verificação, o prefeito Elmar Schneider concordou com a direção da RGE e colocou o município à disposição para ser parceiro no processo de atualização das informações. “É necessário que o produtor também faça a sua parte, atualizando estas informações também, para garantir a chegada correta de energia em sua propriedade”, complementa Schneider.

Os planos da RGE

– Segundo o presidente da companhia, de 2022 a 2026, ou seja, pelos próximos quatro anos, serão investidos R$ 430 milhões nas redes do Vale do Taquari;

– Até o fim do mês de abril, serão solucionados 90 prioridades que foram mapeadas nos municípios de Estrela, Colinas, Encantado, Doutor Ricardo e Vespasiano Corrêa, locais apontados pela RGE como onde ocorrem os maiores problemas atualmente;

– No fim de dezembro de 2022, a empresa quer ter revisado 2.000 quilômetros de cabos de redes de energia no interior de Estrela;

– Serão substituídos 400 mil postes de energia – 300 mil deles nas localidades do interior. Ao fim, apenas 9% dos postes de eletricidade serão de madeira. Apenas ficarão os que tiverem condições.

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *