Vacina Município Destaques Teutônia

Teutônia inicia vacinação do Grupo de pessoas com Comorbidades

Município abre mais um Centro Municipal de Vacinação, dessa vez no bairro Languiru, junto ao salão da Comunidade Martin Luther

A Secretaria Municipal de Saúde informa que hoje, dia 05, dará início a aplicação em 1ª dose dos grupos de pessoas com comorbidades, das 13h30 às 18h, sem agendamento prévio, em dois locais específicos: Centro de Vacinação de Canabarro, junto à Comunidade Luterana Redentor, e Centro de Vacinação de Languiru, junto ao salão da Comunidade Martin Luther.

Para os grupos com comorbidades não haverá vacinação nos postos de saúde, e a fim de atender a alta demanda, assim como, distribuir os atendimentos em dois locais, para evitar aglomerações, o município abriu um novo centro de vacinação, junto ao salão da Comunidade Martin Luther, no bairro Languiru.

Qual idade, por grupo prioritário, será vacinada e o que preciso levar?

– Gestantes e puérperas, até 45 dias pós parto, maiores de 18 anos e com comorbidades;

– Pacientes em hemodiálise, maiores de 18 anos;

– Pessoas com síndrome de down, maiores de 18 anos;

– Pessoas com idade de 55 a 59 anos, com comorbidades. É obrigatório apresentar receita médica atualizada;

– Diabéticos (com 55 a 59 anos) podem apresentar a receita atual das medicações;

– Obesos (com 55 a 59 anos) com IMC maior que 40 pode ter laudo ou IMC calculado na unidade;

– Pessoas com deficiência permanentes de 55 a 59 anos, devem apresentar laudo atestando a deficiência.

Para todos que serão vacinados é necessário levar o cartão do SUS, carteira de vacina, documento com foto e receita ou laudo para fazer a vacina.

O município Teutônia segue a resolução nº 089/21 – CIB/RS, com atualizações do Plano Nacional de Operacionalização, de acordo com a nota técnica nº 467/2021 – CGPNI/DEIDT/SVS/MS, que contém orientações da vacinação contra Covid dos grupos de pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e gestantes e puérperas.

2ª Dose

O Ministério da Saúde não enviou vacinas suficientes para aplicação em 2ª dose para o município de Teutônia na 16ª remessa, retirada nesta terça-feira, dia 04. Em função disso, os postos de saúde entrarão em contato com as pessoas que já completaram os 28 dias para agendar a aplicação, de acordo com a data de realização da 1ª dose. A Secretaria também reforça que este é um problema que está ocorrendo em todo o território nacional, e que Teutônia está preparada para aplicação em larga escala, assim que receber maior quantitativo em nova remessa.

Grupo de Comorbidades:

 

Grupo de Comorbidades Descrição
Insuficiência cardíaca (IC) IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association
Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária
Cardiopatia hipertensiva Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo)
Síndromes coronarianas Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras)
Valvopatias Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras)
Miocardiopatias e Pericardiopatias Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática
Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos
Arritmias cardíacas Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras)
Cardiopatias congênita no adulto Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico.
Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência)
Doença cerebrovascular Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular
Doença renal crônica Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.
Imunossuprimidos Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.
Hemoglobinopatias graves Doença falciforme e talassemia maior
Obesidade Mórbida Índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40
Síndrome de down Trissomia do cromossomo 21
Cirrose hepática Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C
Doenças raras que implicam em maior risco para os desfechos desfavoráveis da covid-19 – doenças que causam imunossupressão como síndrome de Cushing, lúpus eritematoso sistêmico, doença de Chron, imunodeficiência primária com predominância de defeitos de anticorpos;

– doenças que causam comprometimento pulmonar crônico como a fibrose cística;

– doenças que causam deficiências intelectuais e/ou motoras e cognitivas como a síndrome Cornélia de Lange, a doença de Huntington; §

– outras doenças raras como anemia falciforme e talassemia maior.