Segurança Destaques Estrela

Videomonitoramento de Estrela é modelo para outras cidades

Prefeito de Teutônia, Celso Aloísio Forneck, equipe técnica e Brigada Militar local realizaram visita a Estrela para conhecer e colher informações do sistema que no município reduziu incidência de crimes em mais de 75% nas áreas cobertas

Estrela voltou a receber, na manhã desta quarta-feira (06), a comitiva de um município vizinho interessada em conhecer o sistema de videomonitoramento de segurança instalado pelo governo local em 2017 e, que desde então, coleciona altos índices na redução na criminalidade. O vice-prefeito João Carlos Schäfer é quem recepcionou o prefeito de Teutônia, Celso Aloísio Forneck, integrantes de áreas técnicas da prefeitura vizinha como também do Batalhão da Brigada Militar, entre eles o comandante da Brigada Militar de Teutônia – 2ª Cia do 40º Batalhão de Polícia Militar, capitão Fábio Cézar Bilhar. O sistema adotado em Estrela pela Secretaria de Administração e Segurança Pública (Sedis), que registra redução de mais de 75% das incidências criminais nas áreas protegidas, já foi modelo para outras cidades com o mesmo objetivo.

De acordo com o prefeito de Teutônia, Celso Forneck, não somente os bons números de Estrela mas a eficiência técnica e o modelo adotado no município têm sido uma referência. “Temos um sistema implementado em Teutônia, mas este não atendeu às nossas expectativas. Por isso estamos agora, através de departamentos como licitação, planejamento e outras áreas técnicas, colhendo informações para a adoção de um novo modelo, mais moderno e eficiente”, explica Forneck. O vice-prefeito de Estrela destaca. “Que bom que Estrela possa servir, como já foi para outros municípios, como base para um tema que precisamos dar muita atenção: a segurança de nossas comunidades. Estamos dispostos a colaborar não somente neste momento, que é muito importante, mas também ao longo de todo o processo”,afirma Schäfer. O titular da Sedis, comandante César Augusto Pereira da Silva, completa. ‘Tudo vem a colaborar na construção de não somente uma Estrela mais protegida e referência na segurança, mas também da região como um todo. Devemos sempre projetar a unidade.”

Depois da reunião na prefeitura, ambas as partes realizaram visita à sede da Brigada Militar de Estrela, onde está implantado o sistema, os monitores e localizado o servidor, outro importante ponto citado pelos técnicos estrelenses para o sucesso do projeto. Na sede da BM foi realizado uma explicação prática de como funciona o videomonitoramento local.

Expansão

O modelo adotado em Estrela começou a ser elaborado em 2015, e em 2017 foram instaladas as primeiras câmeras. Hoje são 24 unidades em 20 pontos do município. Já está em execução o projeto de expansão do sistema, que contará com mais 16 câmeras e diversos recursos tecnológicos, como a possibilidade de aproximação da imagem em até 42 vezes, além do cercamento eletrônico com inteligência artificial. De acordo com o departamento de segurança da Secretaria de Atuação no Sistema Prisional (Sasp), houve um decréscimo de mais de 75% na criminalidade na zona coberta pelo monitoramento e há três anos não há registros de assaltos a pedestres na faixa coberta por câmeras. O sistema também é constantemente utilizado na ocorrência de acidentes de trânsito.

O coordenador de segurança da Sedis, cel. Abreu Fernandes, que era o comandante do 40º BPM de Estrela em 2017, quando o sistema entrou em operação, os resultados são satisfatórios, mas é preciso mais do apenas bons aparelhos. “Os resultados são excelentes, mas para que isso ocorra é necessário que se conheça bem a realidade da cidade e haja a integração, um trabalho conjunto com outros setores, como é o caso da Brigada Militar, para que tenha conhecimento das demandas e maiores urgências por parte destes”, frisa. O técnico da secretaria, Adilson Heleno da Silva, que coordena o projeto em Estrela desde o seu início, complementa.

“É necessário conhecer bem as necessidades de segurança e realizar um projeto que integre a comunidade, governo e forças da segurança pública. Os recursos tecnológicos hoje são os mais variados e se atualizam a cada dia, então não adianta um município como Estrela gastar uma fortuna com equipamentos e tecnologias desnecessárias da nossa realidade local. O projeto é customizado para atender o que o município efetivamente demanda. É preciso um estudo muito atualizado das necessidades, pontos que precisam ser atendidos e conhecimento técnico também das tecnologias oferecidas, pois podem ser modernas e ainda assim não atender às expectativas, além de terem um elevado custo”, cita ele, que também tem formação na área de Tecnologia da Informação, Engenharia e cursos na área de segurança.

Novidades

Recentemente, a área de segurança da Sasp realizou visita técnica à empresa DGT, responsável pelas câmeras de videomonitoramento instaladas no município. O objetivo foi alinhamento e verificação às novas tecnologias. Na ocasião, entre as novidades que poderão ser contempladas na expansão, foi reapresentado um sistema de LED-zona segura, que sinaliza por meio de cores se a área é segura ou não. O sistema de LED já está em uso em dois pontos do município e será aplicado em outros.

Add Comment

Clique aqui para deixar um comentário

Por favor, preencha o campo *